quarta, 19 de maio de 2021 - 15:57h
Olimpíada Brasileira de Robótica tem inscrições prorrogadas
O Governo do Estado é parceiro local da OBR, que ocorrerá de forma virtual. Evento é gratuito e aberto para estudantes do ensino fundamental, médio e técnico.
Por: Rafael Aleixo
Foto: Divulgação/OBR
Podem participar estudantes do ensino fundamental, médio ou técnico que complete no máximo 19 anos em 2021.

As inscrições para a Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR) foram prorrogadas até o dia 24 de maio, para a modalidade teórica. Já para a modalidade prática, continua valendo a data anterior, que é até o dia 26 de junho.

A competição tem o objetivo de estimular jovens às carreiras científico-tecnológicas, identificar jovens talentosos e promover debates e atualizações no processo de ensino-aprendizagem.

Em evento virtual realizado pela Secretaria de Estado da Ciência e Tecnologia do Amapá (Setec), a coordenadora nacional da Olimpíada, Cintia Aihara, destacou a importância do uso da robótica para discutir e trabalhar com as diversas áreas do conhecimento.

“A OBR trabalha com o público de 6 a 19 anos, aproximando os jovens da área científico-tecnológica, atuando com temas transversais. Entre os exemplos estão a biologia e a linguagem, por exemplo, que podem ser trabalhadas dentro da robótica, tornando interessante e atrativo para os jovens’, destacou a coordenadora da OBR.

O Governo do Estado, através da Setec, é parceiro do evento e vem incentivando e apoiando os estudantes com disponibilização de espaço com internet e com orientações sobre as etapas e modalidades.

Podem participar estudantes do ensino fundamental, médio ou técnico que complete no máximo 19 anos em 2021. Não é necessário participar da modalidade teórica para poder participar da modalidade prática.

Um professor ou tutor é responsável pela inscrição dos estudantes, atribuição da modalidade e configuração das informações da equipe. O professor/tutor da equipe deve ser vinculado a uma escola ou ONG com fins educacionais.

A Olimpíada define os representantes brasileiros da RoboCup, evento mundial de robótica. Mais informações sobre a OBR podem ser acessadas em: www.obr.org.br.

Como funciona

  • Modalidade Prática: é dividida em 3 níveis e conta com as etapas regionais e estaduais que classificam as equipes de estudantes para a final nacional. Nessa, através de um simulador virtual, o robô do participante deve ser ágil para superar terrenos irregulares, transpor caminhos desconhecidos, desviar de escombros e subir montanhas para conseguir salvar as vítimas desse desastre, transportando-as para uma região segura onde os humanos já poderão assumir os cuidados.
  • Modalidade Teórica: é composta por uma prova escrita, será realizada por professores/tutores regionais. O teste é preparado por uma comissão de professores e pesquisadores da OBR em uma única fase para o Ensino Fundamental (Níveis 0-4) e em duas fases para o Ensino Médio e Técnico (Nível 5).

Sobre a OBR

A OBR é uma das olimpíadas científicas brasileiras apoiadas pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), que possui duas modalidades que procuram adequar-se tanto ao público que nunca viu robótica quanto ao público de escolas que já têm contato com a robótica educacional.

SETEC - Secretaria de Estado da Ciência e Tecnologia
Rodovia Juscelino Kubitschek - Km 02, Ramal da UNIFAP S/N - (96) 3216-8600 - setec@ap.gov.br
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2017 - 2021 Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá